MBL contará com tecnologia inédita no Brasil para aferir público na Paulista

O movimento utilizará uma ferramenta de ponta chamada SmartLok, desenvolvida e cedida gratuitamente pela startup israelense StoreSmarts

Dadas as constantes discrepâncias entre as metodologias da Polícia Militar e de institutos de pesquisa para aferir o número de presentes aos protestos em favor do impeachment, o Movimento Brasil Livre decidiu adotar uma nova ferramenta para estimar o número de manifestantes que estarão presentes ao protesto do dia 13 de março, na Avenida Paulista.

 

O movimento utilizará uma tecnologia de ponta chamada SmartLok, desenvolvida e cedida gratuitamente pela startup israelense StoreSmarts.

 

A ferramenta trabalha com uma antena ligada em um computador para emitir um sinal de frequência que reconhece celulares que estejam com o Wi-Fi ligado. Vários computadores com antenas serão utilizados para abranger toda a Avenida Paulista e ruas adjacentes.

 

Ao mesmo tempo, militantes do MBL entrevistaram pelo menos 15 mil manifestantes para ter a proporção dos que portam smartphone com Wi-Fi ligado. Assim, cruzando-se os números obtidos pela ferramenta com a proporção de manifestantes conectados por Wi-Fi, consegue-se chegar a um número de manifestantes que tende a ser mais próximo da verdade.

 

Eis um bom caminho: em vez de ficar batendo boca com critérios muitas vezes etéreos, o MBL busca o apuro tecnológico.

 

 

Fonte: Reginaldo Azevedo - Veja.com

Telefone

+972 3 629-6048

Endereço:

29 Hamered Street, 4 floor

Tel Aviv - Israel 

P.O.B 20425

E-mail 

contact@israel-brazil.org